Visita ao SESC Pompéia e ao MuBE

Ciao,

Ontem foi dia de fazer duas visitas de estudo para o projeto do segundo semestre de faculdade: uma livraria!

Minha amiga {linda} Stella e eu fomos visitar dois ícones e exemplos quando o assunto é construção com concreto.

Ficamos encantadas com a grandiosidade do SESC Pompeia, deu um mega frio na barriga ao cruzar as passarelas, nos sentimos pequenininhas em relação à esse projeto maravilhoso de Lina Bo Bardi. “Três volumes prismáticos de concreto aparente surgem ao lado dos antigos galpões da fábrica de tambores da Pompéia: um prisma retangular de trinta por quarenta metros de base e quarenta e cinco metros de altura; um segundo prisma retangular, menor e mais alto que o primeiro, de quatorze por dezesseis metros de base e cinquenta e dois metros de altura; e um cilindro de oito metros de diâmetro e setenta metros de altura.” (http://www.archdaily.com.br/br/01-153205/classicos-da-arquitetura-sesc-pompeia-slash-lina-bo-bardi)

Depois fomos ao Museu Brasileiro da Escultura, projeto de Paulo Mendes da Rocha. Tivemos uma sensação totalmente oposta à leveza, mas mesmo assim a construção tem um encanto enorme pela maneira diferente de como os espaços estão relacionados e sobre como o terreno foi aproveitado. “A representação da ecologia pelo jardim de Burle Marx  não seria apenas um jardim do Museu, mas parte integrante da área de exposições ao ar livre idealizado pelo Arquiteto Paulo Mendes da Rocha pelo simples fato do jardim ser o Museu. Para não se tornar uma construção convencional com recuos laterais, frente e fundos e analisando as condições topográficas do terreno, o Arquiteto definiu um Museu semi-subterrâneo aproveitando o desnível e a construção aflora na entrada pela Rua Alemanha. Essa solução auxilia a acústica e térmica da área enterrada. A solução para a proteção da área externa foi uma grande e perfeita horizontal, perpendicular a avenida Europa. A altura tem referências á escala das esculturas e escala humana de 2,30m.” (http://www.macamp.com.br/variedades/Mube.htm)

 

Aos poucos vou postando a continuação do estudo e do desenvolvimento do projeto da livraria! Ele será feito em uma área da cidade que contarei nos próximos posts. Nesse mesmo bairro serão desenvolvidos os estudos de urbanismo, que eu também vou postar aqui, for sure hahah!

With love,

Tete!

 

 

1 calça 3 looks

Ciao,

Look de hoje é 3 em 1 heheh é muito legal brincar com as roupas que temos, e tentar usá-las para diversas ocasiões, assim aproveitaremos bem mais cada uma delas 😉 Essa calça, apesar de ter um bordado bem colorido, se usada com os complementos certos pode ser bem versátil. O bordado em jeans começou nos anos 70 com o movimento hippie e desde o ano passado voltou com toda força.
Eu bolei três estilos diferentes:
ROMÂNTICO
Usei e abusei do rosa {rs}, além disso o tecido e o corte da blusa ajudam a dar um efeito mais fofinho, e também é bem soltinha {como nós, scoli girls, amamos}! O sapato estilo oxford e com a sola tratorada deu um tom tanto atual quanto clássico, assim como a composição de colares {amo pérola}!


CASUAL
Uma blusa em decote V bem simples e soltinha {again} e com uma sapatilha da mesma cartela de cores que tem uma estampa pied-de-poule. A bolsa de crochê {que da um ar verão e clean} tem um significado muito especial pois foi feita à mão pela minha avó materna Therezinha.


SOCIAL
Usei uma regata bem fechada e soltinha pra dar um ar mais sofisticado. Os acessórios com mais brilho e esse brinco ajudaram a dar um “up” e uma diferenciada. O calçado ajudou na composição e não deixou de ficar delicado, pois o salto é mais baixo e também tem um topinho fofo. Uma dica é fazer coque alto quando usamos blusas bem fechadas, fica muito elegante!

Espero que gostem,

With love,

Tete

Embrace Your Brace

Ciao,

Esse look do dia é, sem dúvidas, o mais especial para mim {sem acessórios, sem calçados da moda, sem maquiagem e afins}. Em todas as outras composições de roupas que eu postei aqui, o meu colete não apareceu, mas esta é a primeira vez que ele é o destaque do look {hahaha}, e eu não poderia estar mais realizada. Só agora, depois de quase cinco anos, eu tenho orgulho e felicidade quando meu colete aparece. Vi, com isso, a oportunidade de eu mostrar para as pessoas que a escoliose precisa ser vista, discutida e estudada cada vez mais, e que o colete não precisa ser um bicho de sete cabeças, ou algo “estranho” {que é como muitos, infelizmente, ainda o enxergam}. Assim como existem pessoas que usam tornozeleiras, joelheiras e outros curativos e equipamentos para tratarem seus machucados, existem muitas crianças e adolescentes que usam o COLETE {um auxílio tão natural quanto todos os outros que eu citei antes} para tratar a coluna. Está na hora de deixar a vergonha e a insegurança de lado, e não pensar no que os outros podem achar de você, mas pensar no que vai lhe deixar bem e feliz consigo. Está na hora de descomplicar e desmistificar a escoliose! Abrace seu colete, EMBRACE YOUR BRACE ❤

Ps.: Nunca esqueça que toda adaptação e mudança demoram sim! Levou um tempão para eu pensar dessa forma! Take your time.. sem pressa! Tudo tem sua hora!
Ps. 2: o vestido é Forever 21

With love,

Tete

NYC Day 5

Ciao,

Antes tarde do que nunca, como diz o ditado {que já é o mais manjado ever, mas sempre funciona hahah}, eis o penúltimo/último dia em NY.

Tiramos o dia para passear no SOHO, a abreviação de “South of Houston”, ou seja, Sul de Houston, que é uma rua que vai de leste a oeste. No final do século XIX, a grande indústria têxtil desenvolveu-se nesta área. Isso explica os edifícios industriais resistentes. SoHo nem sempre foi um bairro bom, mas a partir da década de 1960 em diante, tornou-se o lugar que é hoje: uma área artística, criativa e fabulosa que é conhecida por suas boutiques agradáveis, galerias e restaurantes. (Informações tiradas do site visitenovayork.com.br)

Fiquei apaixonada com a fofura do lugar, morar em um daqueles prédios é meu sonho desde pequena hahah! Ficamos caminhando e conhecendo a região toda a manhã, tem várias lojinhas e restaurantes super cools; como o greecologies, ladurée, by CHLOE… +..

Perto dali fica o Umami Burguer {tem que dar uma boa caminhadinha}, onde fomos almoçar e é parada obrigatória, juro! Lá tem o melhor hambúrguer e batatinha frita trufados que você respeita hahah!

Já noite, pegamos um táxi e fomos jantar no Artichoke Pizza. No lugar em que fomos {East Village} o forte é o “grab and go” e eu juro {mais uma vez, rs} é a melhor pizza de alcachofra ever, tem muuuuito recheio e vem super quentinha, uma delícia.

Bom, com esse post eu encerro o diário de viajem, o último dia foi mais passeando pela 5th, 6th Avenue e arrumando as nossas coisas para voltarmos!

New York, virou minha cidade preferida {até então haha} e com com certeza quero voltar pra lá algum dia!

With love,

Tete

Exposição Gaudí

Ciao,

Hoje é dia de dica de exposição para quem esta em SP: ““Gaudí: Barcelona, 1900” reúne 46 maquetes, quatro delas em escalas monumentais, e 25 peças entre objetos e mobiliário criados pelo mestre. Completam a mostra cerca de 40 trabalhos de outros artistas e artesãos que compunham a cena de Barcelona nos anos 1900.” Fui visitar com a minha mãe e minha tia e fiquei mais apaixonada ainda por ele {que é um gênio} vale muito a pena! A exposição fica até 5 de Fevereiro no Instituto Tomie Ohtake!

With love,

Tete

 

 

Jeans Fever

Ciao,

Look com colete de hoje é especialmente para aqueles dias que não está nem tão frio nem tão calor. Essa calça bicolor está sendo a queridinha de muitos e eu também aderi à moda porque achei um jeito divertido de mudar e deixar a calça jeans mais diferente. O legal dela é o cós alto, que para quem usa colete é uma opção melhor, na minha opinião, pois se ajusta melhor ao colete e te deixa mais segura e com um conforto maior, {sabemos que não é nada fácil encontrar uma calça jeans que dê certo 🙄}.  O calçado e a bolsa metalizados dão um “up” {como diria meu pai, rs} no look, já que usei uma escala de cores bem neutra. A blusa é aquela coringa que disfarça super hiper o colete. Espero que gostem!

With love,

Tete

Bolo de Cenoura

Ciao,

Hoje a receita é uma gostosura que não tem quem não goste: bolo de cenoura! Super saudável e não menos saboroso que o original!

Ingredientes:
1 ovo
1/3 de xícara de óleo de côco
1/2 xícara de açúcar mascavo
1 xícara de leite de amêndoas
1 cenoura ralada
2 xícaras de farinha de aveia {uso da monama}
1 colher de sopa de fermento em pó

Preparo:
Bata no liquidificador o ovo, o óleo de côco, a cenoura, o açúcar e o leite até ficar bem misturado. Acrescente 1 xícara de aveia e bata, depois complete com o restante da farinha. Por último adicione o fermento e mexa bem. Asse em forno pré-aquecido 180º por aproximadamente 35 minutos e voilà, bolinho pronto!

With love,

Tete

img_9450