Conhecendo a Paulista

Ciao,

Sempre fico muito feliz quando recebo mensagens de meninas falando a respeito do auxílio do blog na vida delas. Cada palavra toca meu coração de um jeito extremamente sincero, que emociona muito e me motiva a buscar ajudar sempre mais.

Pensando nesses mensagens cheias de amor que recebo, pensei em retribuir do meu jeitinho: usando meu colete por cima da roupa, em um dos meu lugares preferidos da vida, a Av. Paulista. Isso aconteceu no feriado do dia 01/05, portanto a Paulista estava aberta para os pedestres!

Percebi que várias pessoas comentavam: “o que essa menina tá usando?”. Isso me deixava imensamente feliz, pois estava podendo mostrar uma realidade que é muito comum mas não tão discutida como deveria. Também, porque me senti muito à vontade, sem vergonha alguma, e o melhor: recebi muitos sorrisos e não percebi olhares de reprovação, apenas de curiosidade, o que é extremamente normal e compreensível.

Quem cria nossa realidade, o que queremos viver e experienciar somos nós mesmxs. Crie a realidade que vá te fazer feliz, crie por você, para você, ame, seja gratx e as bençãos virão instantaneamente {em qualquer área da sua vida}. Nesse dia, me senti assim, feliz, abençoada por poder ser e mostrar quem  eu realmente sou, sem ter medo ou vergonha, aceitando e agradecendo. Abençoada por poder compartilhar esse momento com vocês e talvez poder ajudar quem passa pela mesma situação ou por outra similar!

Seguem as fotinhos tiradas na Casa das Rosas!

 

With love,

Tete

 

 

Anúncios

2 comentários em “Conhecendo a Paulista

  1. Antes de mais, parabéns a todos nós guerreiros. A minha escoliose surgiu quando eu tinha 15 anos. Actualmente tenho 39 anos. Ao início foi muito difícil aceitar a curva (fase de adolescência, ser diferente, não saber o que vestir e vergonha de andar na rua e que as pessoas reparassem no meu problema. Contudo, tive sempre a minha família me apoiando. Nunca fiz cirurgia, porque moro numa Ilha (Ilha da Madeira que pertence a Portugal), onde na altura, a minha escoliose era uma incógnita para os médicos). Não tive possibilidade financeira de sair da Ilha para procurar conselhos de especialistas peritos na área. A idade foi avançando e aprendi a gostar de mim e da minha curva. De vez em quando vou abaixo, mas ultrapasso esse momento menos bom, me lembrando sempre que existe sempre alguém pior que eu (lutando pela vida e a morte; pessoas que já tiveram visão e a perderam; pessoas sem membros; pessoas paraplégicas; pessoas lutando por doenças). E um bem haja a estas pessoas! Levanto-me a aplaudo as mesmas por enfrentarem problemas sérios de saúde e às que infelizmente por diversas circunstâncias deixaram de poder andar, ver, etc…! Parabéns a todos os guerreiros portadores de escoliose e não só! Um grande beijo de alma e coração a todos Vós! ❤💙
    * Não sei como publicar as fotos, mas espero que a mensagem chegue a todos!

    Curtir

    1. Olá Cátia! Que mensagem mais linda e inspiradora, obrigada do fundo do meu coração, és uma guerreira exemplar, gratidão por compartilhar um pouco da sua história aqui! Se estiver a vontade com isso, pode me mandar fotos pelo email: teresavicinilodi@hotmail.com e eu faço um post aqui no blog, sobre sua trajetória com a escoliose. Um beijo e lembre-se que estamos junt@s!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s