Uma caminhada na praia

Ciao,

Hoje vou contar uma história pra vocês. Nunca escrevi nesse formato, mas espero muito que gostem 🖤 Vamos lá:

A Caminhada

O despertador tocou e a primeira coisa que veio em sua mente foi: é hoje! Ela, gostava de ter metas e tentava de toda maneira fazer com que se tornassem realidade. Entretanto, a meta que ela queria realizar naquele dia a desafiava muito, e bem lá no fundo a deixava com um pouco de medo e de insegurança. O tempo estava do seu lado: o sol estava tímido, as nuvens preenchiam o céu e uma brisa suave dançava pra lá e pra cá. Ela colocou seu maio, e logo após a sua armadura. Olhou-se no espelho e por um segundo achou aquilo que ia fazer, uma bobeira, mas respirou fundo e foi em frente. Colocou um vestido branco, e foi, junto com seus pais, para a praia. Chegando lá, pode sentir o sol, a nuvens, a brisa e pode sentir também várias borboletas dentro do seu estômago. O seu lado inseguro começou a falar, e não parava mais… mas o que esse lado inseguro não sabia é que dentro dela, havia um outro lado muito mais forte, um lado que fazia ela lembrar de tantas outras guerreiras e guerreiros de armaduras e de titânio, fez ela lembrar do bem que ela já pode fazer, mesmo por muitas vezes sem se dar conta que o estava fazendo. Fez ela lembrar das pessoas que ela ainda poderia ajudar seguindo em frente com essa meta. Esse lado, fez com que ela tirasse o vestido branco e começasse a caminhar. Conforme ela caminhava, uma sensação que ela nunca tinha sentido antes, invadia seu coração. Ela era quem ela queria ser, ela amava sua armadura, sua escoliose, ela amava estar ali caminhando e ela era grata por TUDO isso. Ela, naquele momento, era feliz, ela era ela e não tinha vergonha alguma disso. Os olhares que recebia não eram olhares de reprovação, de espanto, de dó, eram só olhares de curiosidade e nada além de curiosidade. Nossa, como ela ficou feliz, sua meta estava dando certo.. tudo que ela queria era exatamente isso, mostrar pra quem estivesse naquela praia que ter escoliose e usar um colete não é uma coisa de outro mundo, ela queria mostrar que isso pode trazer muita felicidade, e isso ela mostrou com o sorriso que não saia do seu rosto. Quando ela voltou dessa caminhada, tirou o colete e agradeceu, só agradeceu, e dentro dela cresceu uma vontade ainda maior de fazer mais por essa causa que é cheia de curvas, em todos os sentidos, mas que é tão linda, tão única e que ensina coisas que só quem tem esse caminho torto para andar sabe do que eu, ops, ela está falando 🖤

 

With love,

Tete

Anúncios

O que usar embaixo do colete?

Ciao,
Hoje vou falar sobre algo que não sei como não falei antes {falha nossa hahaha} mas vamos consertar esse deslize 😉:
Como já escrevi em alguns posts antes, temos que usar uma blusa embaixo do colete para não agredir a pele, mas a questão é saber escolher essa blusa para que ela possa nos auxiliar e não o contrário disso.
Logo que comecei usar o colete não tinha muita experiência em relação ao que vestir, então fui aprendendo pelo método mais antigo que existe, testando e testando mais e errando e acertando e errando de novo hahaha! Usava umas blusas que eram bem coladas no corpo mas que tinham costuras nas laterais e isso acabava machucando e deixando a lateral da barriga e das costelas toda marcada/vermelha. Depois comecei usar regatas com um tecido bem maleável, que adere bem ao corpo, e SEM costura {tá aí o segredo}. Para mim foi o que resolveu, uso até hoje! Seguem as fotos de duas:

Você pode variar a cor dependendo da roupa que está usando, fica bem fofinho ☺️

Espero ter ajudado!

With love,

Tete

10 coletes, 10 recomeços

Ciao,

Como eu já falei aqui algumas vezes, desde o início do meu tratamento eu uso o colete. Agora estou no processo de retirada, usando em média 16 horas por dia. Usar o colete, é algo difícil de encarar para a maioria das pessoas com escoliose. Não, não vou fantasiar, é difícil sim a adapatação, vão surgir alguns machucadinhos, as roupas terão que ser adaptadas etc, mas como o próprio nome já diz, é uma adaptação e todos os desconfortos têm como ser amenizados. Você deve persistir, com a certeza que é para o seu melhor. Depois que essa fase de adaptação passar, o colete se torna parte de quem você é. Não encare ele como algo ruim, como seu inimigo.. o colete existe pra ajudar as suas curvinhas, e por mais que ele incomode, algumas vezes mais, outras vezes menos, ele é como aquele “não” de pai e mãe, só quer o seu bem.

Atualmente, estou usando o meu décimo colete, sim, você não leu errado, décimo colete {rs}. Sei que pode parecer estranho, mas tenho um amor e carinho enormes por cada um deles. Digo que são meus melhores amigos, com eles eu aprendi e amadureci muito. Eles são parte de quem eu sou, são parte da história que estou escrevendo e por isso merecem toda a minha gratidão.

Seguem as fotos em ordem cronológica dos coletes que eu usei:

 

Primeiro colete, 2012

 

Segundo colete, 2012

 

Terceiro colete, 2013

 

Quarto colete, 2013

 

Quinto colete, 2014

 

Sexto colete, 2014

 

Sétimo colete, 2015

 

Oitavo colete, 2015

 

Nono colete, 2016

 

Décimo colete, hoje.

Não tenham vergonha, não tenham medo, tenham ORGULHO. O colete é sua armadura de guerreirx. O colete é um aliado e não um inimigo!

IMG_7889

With love,

Tete