Easter mood

Ciao,

Look do dia de Páscoa é sempre especial e, como de costume, com o meu coletinho dando o ar da graça 💕

Vim para minha cidade nesse feriado e aproveitei pra fotografar e postar por aqui!

Esse vestido é todo soltinho, ficando bem confortável para usar com o colete, que é o que realmente importa, conforto sempre! A manga fofa e os bordados dão uma vida pra ele 🌹🌷🌻

Espero que gostem!

With love,

Tete

 

Anúncios

Sorvete

Ciao,

Verão combina com comida saudável e esse sorvete feito com um ingrediente só é o exemplo disso! Siiiim, juro que fica delicioso demais e você pode variar como quiser!

Ingrediente:
– banana congelada (a quantidade varia conforme a quantidade de pessoas, com 3 bananas eu consegui fazer 4 bolinhas)

Preparo:
Processe as bananas no liquidificador na velocidade baixa e vá desligando e misturando com uma colher sempre que necessário. Você pode adicionar cacau pra ficar um sorvete de chocolate por exemplo, ou adicionar morangos, etc. É só usar a criatividade! No meu caso adicionei à mistura meia dose de proteina vegana de cacau, uma pitada de canela em pó e meia colher de chá de extrato de baunilha! Quando a mistura ficar bem homogênea leve ao congelador por 2 horas ou até que fique bem firminho!

Ficou uma delicia!!

With love,

Tete

Tai Chi Chuan

Ciao,

Desde o início desse ano comecei a fazer uma nova atividade física: Tai Chi Chuan. Tem sido incrível pra mim, tanto como auxílio físico nessa fase de retirada do colete, como auxílio psicológico. É impressionante como saio da aula muito mais leve. Vejo melhoras na minha respiração como também na minha resistência muscular! Por enquanto faço apenas uma vez por semana, senão não dou conta de tudo não {hahaha}, mas a vontade era praticar essa arte todos os dias 😍.

É muito importante conversar com seu/sua medic@ ou fisioterapeuta antes. E o legal também é testar várias opções de atividade física, e encontrar alguma que, não só seja eficiente para seu corpo, mas que também te deixe bem e traga prazer. Ninguém merece fazer uma atividade física obrigad@ né!? Ao invés de acalmar vai estressar ainda mais hahaha.

Segue um texto que retirei do site da Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan {lugar que faço aula aqui em São Paulo}:

“Arte Marcial Chinesa Milenar que na atualidade, tem servido a todos como Sistema Integral de Saúde. Seu método de ensino se adapta e respeita a cada um de seus praticantes, sendo considerada uma atividade física de baixo impacto. Pode ser praticada por pessoas de todas as idades sem restrições!

Os benefícios da prática do Tai Chi Chuan são inúmeros, fortalece o Sistema Esquelético, Muscular, ativa o Sistema Circulatório, Endócrino, colabora na produção de endorfinas acalmando e dando alegria a seus praticantes!

O Tai Chi Chuan quando bem ensinado, abrange também um processo de desenvolvimento dos melhores potenciais de cada um de nós. Incentiva a calma mental, o equilíbrio emocional e o bom relacionamento entre as pessoas”.

Demais né?! Espero que gostem, e, assim que sobrar um tempo, vou tentar fazer um vídeo para demonstrar melhor 😉

With love,

Tete

Panqueca proteica de cacau

Ciao,

Faz tempo que não posto receita aqui né?!

Mas essa vai compensar toda a demora! É proteica, muito saudável e muito fácil.. tem apenas 2 ingredientes.

Ingredientes:

-1 ovo

-1/2 dose de proteína em pó de chocolate (uso uma proteína vegana)

-óleo de côco pra untar

Preparo:

-Bata primeiro o ovo com um garfo e depois adicione a proteína, batendo até ficar bem misturado.

-Ponha na frigideira untada até cozinhar!

Fica uma delicia! Eu recheio com pasta de amêndoas, mas você pode usar a sua criatividade!

Procuro consumir bastante proteína para auxiliar no desenvolvimento da minha musculatura, e, consequentemente melhorar meu desempenho nos exercícios de correção postural, os quais exigem um trabalho mútuo do condicionamento corporal e cerebral, ou seja, fazer meu cérebro entender qual a posição adequada para mim e que não vá ajudar minha escoliose “crescer”!

img_6185.jpg

Espero que gostem!

With love,

Tete

O drama do colete novo

Ciao,
Hoje vou falar sobre o colete novo que estou usando! Sim, eu continuo no processo de retirada mas mesmo assim senti a necessidade de fazer um novo, isso porque engordei e cresci, e estava me sentindo muito desconfortável com o colete, era como se ele não estivesse fazendo a correção que minha escoliose precisava. Por isso é muito importante estarmos atentos para os sinais que nosso corpo nos da e respeitar cada um deles.
O início, como toda pessoa que já usou colete sabe, é beeem chatinho, dói em vários lugares, deixa vermelho, machuca.. mas falo por experiência própria, depois de um tempo é como se ele já fizesse parte do seu corpo! É muito comum casos em que os meninos e as meninas acabam desistindo de usar logo no inicio, por achar que será dolorido assim sempre. NÃO DESISTAM, continuem firmes, acreditando que um dia vai ser melhor que o outro, porque vai sim! Tem vários truques legais que eu contei em um outro post que ajudam a amenizar esse período mais complicadinho de adaptação!
O colete deve ser visto como nosso melhor amigo, como uma forma de ajuda no tratamento, como nossa armadura de guerreirx, nosso aliado e não nosso inimigo!
Por isso que, não desanimem, se você também está passando por esse processo de adaptação ao colete novo, assim como eu, vamos juntxs construir forças e objetivos para encararmos essa luta com ainda mais determinação!

Segue algumas fotos do novo colete:

Lembrem-se que estou sempre disposta a ajudar, fazer amizades, trocar ideias e dar apoio, você usando ou não colete, com ou sem cirurgia! É só me mandar um recado por e-mail, insta ou face! Vou amar e fica muito feliz!

With love,

Tete

V Encontro Da Escoliose

Ciao,

Sábado passado {dia 24} foi o dia Internacional de Conscientização da Escoliose e foi também o dia do V Encontro da Escoliose no Rio de Janeiro. Foi incrível e emocionante como sempre. O evento contou com as palavras do Dr. Leonardo Grandi {médico fisiatra} falando sobre pesquisas a respeito do uso do colete, Dr. Messias Fernandes de Oliveira {psicólogo} falando sobre psicologia no manejo de problemas e também o Dr. José Rocha Cunha, um grande nome da fisioterapia que falou sobre a espirometria e além disso falou uma frase que para mim foi a que marcou esse encontro: “Não devemos tratar a escoliose da pessoa, devemos tratar a pessoa com escoliose”. Existem palavras mais verdadeiras que essas?! O tratamento deve levar em conta o conjunto de fatores que estão junto com a escoliose, sendo o emocional e a história de vida de cada um, elementos que pesam muuuito na balança e fazem uma super diferença. Já a Dra. Patricia, bom, nem preciso falar que ela sempre arrasa hahah tenho muito orgulho e gratidão em fazer meu tratamento com uma pessoa tão maravilhosa quanto ela, que vem conquistando muito reconhecimento tanto nacional como internacional. Tivemos também o prazer de receber os “Sapinhos da Esperança” {sapinhos em dobradura} da Erica Felix, a pessoa com o maior coração desse mundo. Também teve sorteio de alguns presentes, entre eles, livros. O mais legal é que os sorteados não viam a capa dos livros, mas sim apenas um resumo que estava grampeado no papel que os envolviam. Uma ideia incrível do Kleber Prates que foi quem proporcionou tais livros. Eu também tive a oportunidade de participar e falei sobre como a lei de detecção precoce da escoliose, aprovada em Xanxerê, tem inspirado outras cidades e na felicidade e importância disso {❤}. Também falei sobre o projeto desenvolvido durante o mês de Junho, que foi o vídeo com várixs guerreirxs da escoliose contando um pouco da sua batalha {link do YouTube aqui}. Com a frase “Ame Suas Curvas” eu procurei mostrar que aceitando, cuidando, respeitando e amando a escoliose todo o tratamento, os momentos difíceis e as horas de tristeza ficam beeem mais leves e fáceis de serem encaradas.

Toda essa mensagem conseguiu ser transmitida através da arte super delicada e alegre desenvolvida pela minha “prirmã” e designer Bianca Vicini Bonotto. Essa arte circulou pelo Facebook de muitas pessoas como também pelos muros da Avenida Paulista e da faculdade em que estudo!

Só gratidão e alegria é o que eu posso sentir e ter por esse mês de Junho 💚

With love,

Tete

Fernanda Pacífico

Ciao,

Mais uma lição de vida hoje!! A história da Nanda é um exemplo de como conviver e aceitar a escoliose de forma tranquila, sem estresse e sem complicações mas sim com muito amor e força de vontade!

“Descobri a escoliose com 13 anos quando minha tia me observou de biquíni e sugeriu a minha mãe um ortopedista. Foi detectado uma escoliose idiopática de 40 graus e que poderia usar colete para tentar manter a curvatura, porém o médico não me deu muitas esperanças sobre melhoras, pelo contrário disse que sem a cirurgia eu teria dificuldades de andar, respirar e teria muitas dores. Usei dois anos de colete (TLSO). Devido o meu crescimento meu grau aumentou para 50 graus, mas já atingi o crescimento ósseo e esse grau está estabilizado.
Passei por vários médicos que quiseram me operar, mas a cirurgia passou a não se tornar uma possibilidade e optei por vários tratamentos alternativos: natação, pilates, RPG, osteopatia, acupuntura, hidroterapia e fisioterapia. O grau da escoliose permanece o mesmo, porém minha postura foi totalmente modificada a ponto de não expressar esse desvio tão alto.
Hoje com 23 posso afirmar que vivo muito bem, sem dores, ando normalmente, respiro normal e faço de tudo, às vezes com alguma limitação, mas já tentei até me arriscar no surf, skt e slackline, e tenho uma vida normal (confesso que tenho vontade de voltar ao primeiro médico dizer tudo que faço hoje).
O maior conselho que posso dar é: usem o colete e procurem um tratamento alternativo especializado. Infelizmente não fui bem orientada na época do colete e não fiz tratamentos nessa época, mas já obtive resultados muito satisfatórios. Claro que existem pessoas que vão necessitar de fato da cirurgia… porém acredito que há muitos casos que é possível sim viver com a escoliose.
Minha decisão por optar em viver com escoliose foi reforçada quando um médico me disse que não operaria sua filha se ela estivesse a minha escoliose, mesmo ganhando dinheiro com isso. Saibam conviver com as dificuldades…
Conheci a Teresa do blog através do Instagram, ela com uma foto de vestido costas nuas e achei aquele ato corajoso e inspirador! Um exemplo! Através de conversas pude ouvir uma linda lição de superação e espero ser uma lição pra vocês também. Existem americanas com escoliose sendo musas fitness, mulheres com escoliose praticando yoga e tendo resultados ótimos. Busquem a inspiração de vocês, procurem sempre o melhor juntamente com um profissional especializado e tenham orgulho das suas curvas!”

D E M A I S! Nanda, você é um exemplo pra mim também! “Tenham orgulho das suas curvas”! Muuuito obrigada por compartilhar essa experiência linda!

With love,

Tete

Polliana Liebich

Ciao,

Muito, muito, muito feliz com esse menu novo do blog. Nele eu vou colocar a experiência de várixs guerreirxs da escoliose!! Se você que está lendo gostaria de compartilhar sua história aqui ou conhece alguém que poderia, mande um e-mail para teresavicinilodi@hotmail.com que eu farei um post com todo amor! Claro, que se preferir não ser identificado não terá problema algum, o que vale é a troca de experiências e a existência de um suporte cada vez maior para todxs que tem escoliose, para que saibam que não estão sozinhxs, e que a escoliose pode ser encarada com muita tranquilidade.

Para inaugurar, começo com a história {linda} da Polliana Liebich de Dourados – MS. Ela também faz o tratamento com a Dra. Patricia e está engajada para a existência de um projeto de lei de detecção precoce da escoliose, na sua cidade, inspirado no de Xanxerê.

É tão gratificante e lindo ver essa corrente de conscientização crescendo! E mais gratificante ainda é termos a oportunidade de conhecer a história da Polli, que é essa aqui:

“No meu caso, aos 10 anos de idade, estava ajudando minha mãe em casa e levei um tombo, senti dores na lombar e me levaram a um ortopedista, e com um Raio X veio o diagnóstico da escoliose idiopática (sem causa), comum em meninas adolescentes, que foi um achado médico, porque tombos não causam escoliose… o que ocorreu nesta época é que nem meus pais, nem os professores da escola conseguiam perceber o tanto que a minha coluna era torta, então pelo tombo tive a sorte de ser diagnosticada precocemente e procurar todos os tratamentos/acompanhamentos possíveis naquela época (meados de 1995).

Em resumo, as minhas curvas na adolescência estavam entre 20 e 30 graus Cobb (medida própria da escoliose), mesmo com acompanhamento médico e uso de colete ortopédico dos 13 aos 15 anos, em 2015, aos 30 anos de idade, cheguei aos 50 graus (uma evolução de 1 grau por ano, ao passar desses 20 anos), com indicação cirúrgica (colocação de hastes e pinos, e redução de mobilidade da coluna), mas por receio de uma cirurgia tão complexa como essa, e pela ajuda da Internet encontrei no Rio de Janeiro o Projeto Escoliose Brasil, que trouxe da Itália uma abordagem de tratamento conservadora por nome SEASS, que são exercícios científicos específicos na abordagem da escoliose, iniciei em outubro/2016, e com 06 meses deste tratamento já reduzi em 5 graus cada uma das curvas, saindo do risco cirúrgico e buscando diariamente mais qualidade de vida através dessa fisioterapia especializada.”

Lindo né! Com força de vontade e fé conseguimos ir sempre muito longe!!

Estou à espera da sua experiência!

With love,

Tete

Nova série de exercícios

Ciao,

Hoje vou falar um pouco sobre a nova série de exercícios que estou fazendo!! Semana passada minha mãe e eu fomos ao Rio para fazer a consulta com a Dra. Patricia!

Estou há uma semana fazendo os exercícios novos e essa já é minha série favorita. Me sinto bem e feliz demais fazendo eles!! São 8 exercícios que exigem mais força muscular em conjunto com a autocorreção postural! Está sendo ótimo pra mim, principalmente nessa fase de retirada do colete, em que preciso mais do que nunca estar bem fortalecida! Parece que minha mente está entendendo os comandos, as posições e o alinhamento correto {e vocês não imaginam como isso deixa feliz, quem tem escoliose}!

Quem sabe eu não faça um vídeo mostrando eles?! Ops, será que vem um canal no YouTube por aí?! 🙈

Logo, logo falo de tudo heheh!

With love,

Tete!

Junho, mês da escoliose

Ciao,

Segue um textinho que fiz em razão do Mês da Escoliose, welcome June <3:

Às vezes, diante de uma dificuldade, nos perguntamos: por que eu? A resposta é outra pergunta: porque NÃO você? Diversas foram e são as situações que fico “de saco cheio” pelo colete que dói e etc, mas aí eu paro e vejo o quão sortuda eu sou por ter um colete, por poder estar fazendo um tratamento, e o melhor, o quão sortuda eu sou por TER escoliose. Com ela eu aprendi e amadureci muito, aprendizado e amadurecimento estes que, tenho certeza, demoraria alguns anos a mais pra eu ter conquistado. Muito disso veio da minha avó Therezinha, toda vez que eu ficava triste com a minha situação, lembrava-me dela, que mesmo com problema de surdez, uma ostomia e uma colostomia, estava SEMPRE sorrindo, grata à vida e o mais surpreendente, cheia de FÉ. Então, se você também passa pela mesma situação que a minha ou por algum outro problema, lembre-se que a sua vida é do jeitinho que ela deve ser, que Deus escreve certo por linhas tortas e que só cabe à você tirar dos infortúnios uma oportunidade para crescer como ser humano ❤

Feliz mês da conscientização da escoliose!

With love,
Tete